Nocturno natural…

Nos recantos doces da solidão, estranha voz me acompanha aos confins da amargura. Sossega. Acalma o espírito inquieto injectando-lhe uma excelente dose de analgésicos ilegais, vindos de lugares onde os comuns mortais expandem a nuvem da depressão. Por lugares onde os sons aclaram as ideias e modelam-nas, encontro-me eu deitado no orvalho, seco de imperfeições, olhando aquilo que um dia será a minha terra, a terra por onde caminharei.

Um insecto curioso pergunta-me a razão da minha vinda. Respondo-lhe a consequência da minha vinda. Confuso, começa a contar as inúmeras patas que possui, milénios de história e de oxigénio consumido, rompidas pela tenacidade das caminhantes areias.

Uma vez um indivíduo dirigiu-se a mim e questionou-me “ Alguém terá a certeza da sua faceta humana?”. Este indivíduo jaz sob o peso de mármore trabalhado pelas forças intrínsecas da Terra. Só aí obteve a certeza que tanto duvidava.

Rodolph Bellow

Advertisements

About this entry