Sol-onda

Tudo o que quero, é dançar contigo, balançar por entre teus caracóis, brilhar por entre o teu cabelo luminoso, caminhar contigo para o futuro e uma praia. Descalços e desprovidos, nunca vencidos, a correr em brincadeira, ou abraçados em calma passadeira, quiçá mesmo de mão dada por algum tempo a sentir a brisa marítima, esse teu oceano que é tua companhia. Ver teu sorriso no fundo das estrelas, uma outra luz, um outro brilho, não de radiação mas de emoção, teus olhos de suave destrave a confiança recatada, nada de paz dada, uma lutadora és e em firme terra e mais firme ainda pés, impávido em posição mas móvel em objectivo. Dia e noite, teus lagos me trazem água para matar a sede, da qual bebo e me lavo, tomo esse teu trago doce, agridoce que tanto adoro, já não oro mas, ainda converso….
Tua corrente, fresca e em represa me leva a flutuar sem parar por entre margens de beleza pura e como se diz água mole em pedra dura… tão dá ate que vence! E cada teu caminho é feito de ondulações, obstáculos, mas tal como teu cabelo, essa rota tua, é tão mais bela com ondulações ou teus belos caracóis, são as ondas de sóis!

Advertisements

About this entry